quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Um Pouco de mim. ..



Oi gente ♡linda
Agradeço o carinho de vocês que me Beijos no ♡
seguem e acompanham as histórias da #SandrinhaFalcao tanto aqui no #instagram quanto no #blog e no #facebook #page.
Pois é, como o tempo passa, desde 2009 que o blog e o face começaram...
Como sempre chegam novos #fallowers #likes que não conhecem minha história e o porque desse espaço existir, quero hoje CONTAR UM POUCO DE MIM PRA VOCÊS. ♡
OK.
Bom sou a Sandrinha, esposa do Ailton, (19 anos juntos) , mãe do príncipe Biel de quase 9, não sou blogueira famosa, mas tenho o blog, face e ig onde INICIALMENTE lá em 2009 eu comecei postando e falando só de dietas, treinos, academia e a minha luta contra a obesidade e uma busca infindável por um corpo perfeito.
Eu havia saído de uma depressão, mas vivia super insatisfeita com meu corpo, e criava outros problemas em cascata relacionados a isso.
Porque quando a gente não está bem emocionante, tudo mais é afetado!
No final de 2010, eu havia conseguido ELIMINAR 28KG! UAU!
E com isso eu me achava a última bolacha do pacote! ♡ kkk.
Sai em capa de revista, usava o tal biquíni de lacinho fio dental que eu toda sarada desejava tanto! Cheguei NO MEU OBJETIVO na época. ...
Aí vc deve pensar: poxa que massa! Vc devia estar muito feliz né?
Te digo, Sim eu estava feliz com as conquistas. Foi um desafio alcançado. Festejei, comemorei! (Quem me conhece de perto sabe! Né @erickafsa e @gegerusa ? )
Mas e aí? Cheguei lá. ... mas O BURACO NO CORAÇÃO, o vazio na alma continuavam lá I-N-C-O-M-O-D-A-N-D-O! :'(
Eu nem sabia que era isso, não entendia o que sentia.
Só sabia que a INSATISFAÇÃO ainda era presente, mesmo usando 38/40 , mesmo com tudoooo indo bem.
Faltava o que? Eu nem entendia.
Só que tentava compensar minha descompensação emocional numa busca equivocada, buscava aceitação nos "milhões de amigos", nos elogios com as roupas sexys, com as mil selfies no espelho, em tudo da moda, mas NADA nem NINGUÉM me dava o que eu buscava sem saber o que faltava! ?

A história é longa, ! !!
#cenasdoproximocapitulo ♡
#eueminhanovela

Bom vamos lá continuar a história #SandrinhaFalcao do post anterior

Mesmo com o "objetivo" alcançado, 28kg a menos, com a vida em ordem e tudo lindo, afinal eu tinha chegado lá, graduada, trabalhando, casada, mãe , magra e sarada, ora tava faltando o que né?
Pois faltava. E vou dizer a vcs, que hoje eu vejo outras pessoas conhecidas e estranhas, passando pelo deserto que passei! E por isso que eu resolvi falar sobre isso.
Venho de família cristã/católica, onde aprendi valores essenciais, de amor e fé. Mas não por culpa de ninguém, mas por minha falta de atitude EU era aquela pessoa de fé fraca, morna, PERDIDA no meu mundo, e que tinha uma Bíblia de enfeite.
Eu estava sendo amada e preparada por um Pai maravilhoso que tinha planos pra mim.Mas antes eu ia passar por umas provinhas!
Conheci uma amiga @alemaia1979 que me convidou para um "cursilho" , nem sabia que era. Sabia que era um encontro de mulheres de uma igreja aí e fui por curiosidade, mas nos planos de Deus, pra ser preparada pra alguma coisa que Ele esperava de mim!
A experiência foi massa! 3 dias no paraíso, ouvindo coisas lindas♡ , mas sempre fui teimosa e difícil de convencer, não sai de lá "convertida" não viu!
Eu achava esse lance de "crente" um saco, povo esquisito que anda com bíblia em baixo do braço, não era pra mim não. ..kkkkk
Eu ria deles! ♡
Tem mais. ..

E pra terminar... Mas Deus foi tão maravilhoso que me conhece e teve paciência comigo.
Fui aprendendo de pouquinho, por meio das pessoas usadas por Ele na minha vida.
Passei por muitos problemas familiares, doença da minha mãe, que passou por cirurgia e amputação e passou uns 5 meses aos meus cuidados na minha casa, e minha rotina de treino e dieta foi pro brejo.
Sim ganhei muitos kilos de volta.
Larguei de lado muita coisa, alguns hábitos e até amizades pra seguir outros caminhos.
Depois de um tempo compreendi que TUDO aquilo não foi em vão, foi para NOS UNIR ainda mais e nos fazer perceber o que era essencial.
Quase 3 anos se passaram, no meio desse tempo pensei MUITAS VEZES em excluir blog, face, ig.
Mas algo me dizia pra esperar.
Porque a tempestade ia passar.
E passou de fato, aquele buraco e vazio na alma acabou.

Eu encontrei o amor misericordioso e infinito do Senhor♡ Jesus passou a ser não somente meu salvador, mas meu AMIGO presente todo dia♡
E hoje eu resolvi falar sobre meu amor por Ele , porque ontem eu ouvi uma pregação linda que me disse: "sejamos missionários onde quer que estejamos, em casa, no trabalho..." e porque não na Internet para as tantas pessoas que me acompanham! ♡
Ele sempre está de braços abertos a nossa espera ♡ "Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. " Tiago 4:8. ♡

Eu tenho aprendido todo dia, que não são as coisas do mundo, não é só um corpo em forma, sucesso, dinheiro, que me completariam, que me fariam realmente feliz.
Essas coisas todas são transitórias, mas algo muito maior, inexplicável e sobrenatural me completa plenamente hoje, é o AMOR DE CRISTO. ♡
SIM continuo me cuidando, fazendo dieta, malhando, mas com o coração pleno e preenchido hoje♡
E queira que todas as pessoas que amo, até as que não conheço tenham oportunidade de conhecer esse amor puro♡ e esse encontro com Deus.
Nossa!!! Falei muito. Me empolguei.
É Ele que faz isso comigo kkkk
#testemunho #amordeDeus #transformacao #paznocoracao

Beijos no ♡♡♡
Sandra Falcao

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Um retorno♡


Oi minha gente querida!
 Tudo bem com vocês?

Nossa!  Que saudades de postar mais por aqui.  Mas meu tempo anda cada vez mais corrido e por isso fiquei tão off no blog. Tenho estado mais no Instagram por ser mais prático pra mim digitar e postar quando estou no celular.
Mas estou por aqui para dizer que não esqueço de vocês que me acompanham com tanto carinho!  Tô de volta na dieta,  logo logo aos treinos,  tô firme aqui nas minhas leituras♡ e sempre que possível postarei ad resenhas.
Vim desejar um 2015 de muita luz e que Deus abençoe nossas vidas e nossos planos em conformidade com a vontade dele!
Vim deixar um beijo!

SANDRINHA FALCÃO

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Livro: Paula de Isabel Allende


LIVRO: Paula.
AUTORA: Isabel Allende - chilena.
Gênero: Autobiográfico.
EDITORA: Bets Bolso.
PÁGINAS: 431.
Classificação: Um dos melhores livros que li esse ano! Apaixonante!


Eu escolhi esse livro depois de uma viagem que fiz ao Chile, e por ter ficado muito encantada com o povo e a cultura chilena, e dai comecei a ler mais sobre o país e seus autores, que entre eles está o conhecido poeta Pablo Neruda! Mas  cheguei a  PAULA por indicação de uma amiga chilena, e quando acabei de ler o livro não via a hora de escrever sobre ele aqui, para vocês. A característica mais marcante do livro é a exposição da autora, que intercala os capítulos entre a realidade da doença da filha, que definha dia a dia, com sua própria história de vida, cheia de momentos mágicos, engraçados, desastrosos, nus e crus. Tamanha coragem em abrir as janelas mais secretas da sua vida com tamanha simplicidade e verdade! Isabel Allende faz além, fala mais, fala dela, dos seus erros, dos seus defeitos, das suas pisadas de bola, como se fosse outra pessoa narrando a vida de alguém.
São mais de 400 páginas de puro amor, de um mergulho na vida de outra pessoa que vai envolvendo e viciando o leitor. A gente vai conhecendo Paula aos poucos e, a cada página, lamenta mais e mais por sua condição, mas mantém uma esperança, lá no fundo, de que ela consiga sobreviver. O livro é lindo. O livro toca fundo. O livro marca a vida de quem lê. Porque amor de mãe é assim, é maior que tudo, é mais forte que a vida e que a morte.
CHOREI VÁRIAS VEZES LENDO ESSE LIVRO ME EMOCIONANDO MUITO, como mãe...
Outro ponto forte do livro são as frases fortes e muito bem escritas de Isabel. Então, fica a dica: leia com uma caneta marca texto do lado.
Destaco uma que me tocou em especial:  
"Silêncio antes de nascer. Silêncio depois da morte. A vida é puro ruído no meio de silêncios insondáveis".
Aff tenho mania, rabisco meus livros todos!!!!!!!!!!!! Não sei ler sem marcar o que me chama a atenção!


Este livro já não é uma novidade, pelo contrário, a edição é de 1994.  "Paula" foi escrito durante 1 ano pela autora durante o tempo em que a filha permaneceu em coma em sequência de uma doença grave que a afetava. Durante as longas horas em que Isabel Allende esperava que a filha acordasse foi escrevendo a sua história de vida e a dos seus familiares mais próximos. Este livro é, ao mesmo tempo, o relato da dor de uma mãe pelo sofrimento da filha e um relato bibliográfico da vida intensa de Isabel Allende que se cruza com a história do seu país, o Chile. Não é um livro fácil porque sofremos com a autora, emocionamo-nos com o amor e dedicação do jovem marido de Paula e participamos da revolta inicial e depois da progressiva aceitação da situação em que Paula se encontra. Apesar de tudo vale a pena ler mas só se tivermos um coração forte. Acredito que haja quem não seja capaz de lê-lo até ao fim.

"Tento não cair em sentimentalismos, que tanto horror te provocam, filha, mas terás de desculpar-me se de repente me vou abaixo. Estarei a ficar louca? Não dou pelos dias, não me interessam as notícias do mundo, as horas arrastam-se penosamente numa espera eterna. O momento de te ver é muito breve, mas o tempo gasta-me aguardando-o"

" Eu pensei então que há séculos imemoriais que as mulheres perderam filhos, que é a dor mais antiga e inevitável da humanidade. Não sou a única, quase todas as mães passam por essa provação, quebram-se-lhes os corações, mas continuam a viver porque têm de proteger e amar aqueles que ficam."



Paula possuía uma doença genética chamada Porfiria. ( Confesso que EU NUNCA TINHA OUVIDO FALAR, fui pesquisar sobre!)
 Por uma mistura de fatalidade com erro médico, ela entrou em coma e não voltou ao normal depois de algumas semanas, como os médicos previram.  
A partir daí, a Isabel mãe, amante, profissional, mulher e feminista e dona de casa tornou-se só a Isabel mãe, lutando contra ela mesma e contra todas as evidências para fazer sua filha ter uma vida agradável enquanto permanecesse nesse estado estranho, em que o corpo está vivo, mas a mente e os sentidos já não pertencem mais a esse mundo. O sofrimento dela é tão bem expressado no livro que emociona por diversas vezes. Apesar de todos sabermos que o amor de mãe é o maior amor do mundo, o livro é, para mim, a melhor representação física desse amor.  
Recomendo esse livro a todos, mas acredito que, para mulheres que são ou querem ser mães e para pessoas que já sofreram muito com perdas de entes queridos, a obra será de especial auxílio e garantia certa de lembranças infinitas

Este foi o primeiro livro de Isabel Allende que li e realmente me surpreendi com o talento da autora. Que riqueza infindável conseguimos extrair de suas palavras e de seu modo mágico de ver a vida. Por ser uma história triste, acabamos nos sentindo companheiros e cúmplices da trajetória percorrida por Isabel na luta zelosa e esgotante que travou para cuidar de sua filha doente.
Este é um daqueles livros que me veio às mãos por acaso, indicado por uma amiga, e que me tocou a alma. Por isso decidi indicá-lo aqui.
Tudo nele é bonito, intenso e enriquecedor, sejam as narrações tratando da vida da autora, sejam as que demonstram as agruras que sua filha sofria enquanto sua vida se apagava lentamente.
 Não é apenas um livro, é uma história linda, profunda e comovente, correndo ora com a vida, ora com a morte, ora com a alegria, ora com a tristeza, ora com o amor, ora com a solidão.

Lindo.
Beijos.