sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Livro: Paula de Isabel Allende


LIVRO: Paula.
AUTORA: Isabel Allende - chilena.
Gênero: Autobiográfico.
EDITORA: Bets Bolso.
PÁGINAS: 431.
Classificação: Um dos melhores livros que li esse ano! Apaixonante!


Eu escolhi esse livro depois de uma viagem que fiz ao Chile, e por ter ficado muito encantada com o povo e a cultura chilena, e dai comecei a ler mais sobre o país e seus autores, que entre eles está o conhecido poeta Pablo Neruda! Mas  cheguei a  PAULA por indicação de uma amiga chilena, e quando acabei de ler o livro não via a hora de escrever sobre ele aqui, para vocês. A característica mais marcante do livro é a exposição da autora, que intercala os capítulos entre a realidade da doença da filha, que definha dia a dia, com sua própria história de vida, cheia de momentos mágicos, engraçados, desastrosos, nus e crus. Tamanha coragem em abrir as janelas mais secretas da sua vida com tamanha simplicidade e verdade! Isabel Allende faz além, fala mais, fala dela, dos seus erros, dos seus defeitos, das suas pisadas de bola, como se fosse outra pessoa narrando a vida de alguém.
São mais de 400 páginas de puro amor, de um mergulho na vida de outra pessoa que vai envolvendo e viciando o leitor. A gente vai conhecendo Paula aos poucos e, a cada página, lamenta mais e mais por sua condição, mas mantém uma esperança, lá no fundo, de que ela consiga sobreviver. O livro é lindo. O livro toca fundo. O livro marca a vida de quem lê. Porque amor de mãe é assim, é maior que tudo, é mais forte que a vida e que a morte.
CHOREI VÁRIAS VEZES LENDO ESSE LIVRO ME EMOCIONANDO MUITO, como mãe...
Outro ponto forte do livro são as frases fortes e muito bem escritas de Isabel. Então, fica a dica: leia com uma caneta marca texto do lado.
Destaco uma que me tocou em especial:  
"Silêncio antes de nascer. Silêncio depois da morte. A vida é puro ruído no meio de silêncios insondáveis".
Aff tenho mania, rabisco meus livros todos!!!!!!!!!!!! Não sei ler sem marcar o que me chama a atenção!


Este livro já não é uma novidade, pelo contrário, a edição é de 1994.  "Paula" foi escrito durante 1 ano pela autora durante o tempo em que a filha permaneceu em coma em sequência de uma doença grave que a afetava. Durante as longas horas em que Isabel Allende esperava que a filha acordasse foi escrevendo a sua história de vida e a dos seus familiares mais próximos. Este livro é, ao mesmo tempo, o relato da dor de uma mãe pelo sofrimento da filha e um relato bibliográfico da vida intensa de Isabel Allende que se cruza com a história do seu país, o Chile. Não é um livro fácil porque sofremos com a autora, emocionamo-nos com o amor e dedicação do jovem marido de Paula e participamos da revolta inicial e depois da progressiva aceitação da situação em que Paula se encontra. Apesar de tudo vale a pena ler mas só se tivermos um coração forte. Acredito que haja quem não seja capaz de lê-lo até ao fim.

"Tento não cair em sentimentalismos, que tanto horror te provocam, filha, mas terás de desculpar-me se de repente me vou abaixo. Estarei a ficar louca? Não dou pelos dias, não me interessam as notícias do mundo, as horas arrastam-se penosamente numa espera eterna. O momento de te ver é muito breve, mas o tempo gasta-me aguardando-o"

" Eu pensei então que há séculos imemoriais que as mulheres perderam filhos, que é a dor mais antiga e inevitável da humanidade. Não sou a única, quase todas as mães passam por essa provação, quebram-se-lhes os corações, mas continuam a viver porque têm de proteger e amar aqueles que ficam."



Paula possuía uma doença genética chamada Porfiria. ( Confesso que EU NUNCA TINHA OUVIDO FALAR, fui pesquisar sobre!)
 Por uma mistura de fatalidade com erro médico, ela entrou em coma e não voltou ao normal depois de algumas semanas, como os médicos previram.  
A partir daí, a Isabel mãe, amante, profissional, mulher e feminista e dona de casa tornou-se só a Isabel mãe, lutando contra ela mesma e contra todas as evidências para fazer sua filha ter uma vida agradável enquanto permanecesse nesse estado estranho, em que o corpo está vivo, mas a mente e os sentidos já não pertencem mais a esse mundo. O sofrimento dela é tão bem expressado no livro que emociona por diversas vezes. Apesar de todos sabermos que o amor de mãe é o maior amor do mundo, o livro é, para mim, a melhor representação física desse amor.  
Recomendo esse livro a todos, mas acredito que, para mulheres que são ou querem ser mães e para pessoas que já sofreram muito com perdas de entes queridos, a obra será de especial auxílio e garantia certa de lembranças infinitas

Este foi o primeiro livro de Isabel Allende que li e realmente me surpreendi com o talento da autora. Que riqueza infindável conseguimos extrair de suas palavras e de seu modo mágico de ver a vida. Por ser uma história triste, acabamos nos sentindo companheiros e cúmplices da trajetória percorrida por Isabel na luta zelosa e esgotante que travou para cuidar de sua filha doente.
Este é um daqueles livros que me veio às mãos por acaso, indicado por uma amiga, e que me tocou a alma. Por isso decidi indicá-lo aqui.
Tudo nele é bonito, intenso e enriquecedor, sejam as narrações tratando da vida da autora, sejam as que demonstram as agruras que sua filha sofria enquanto sua vida se apagava lentamente.
 Não é apenas um livro, é uma história linda, profunda e comovente, correndo ora com a vida, ora com a morte, ora com a alegria, ora com a tristeza, ora com o amor, ora com a solidão.

Lindo.
Beijos.


Livro: Alta Tensão do Harlan Coben


Nome: Alta Tensão (Live Wire)Autor: Harlan CobenAno: 2011 - Brasil 2011Editora: Arqueiro Páginas: 271 - Gênero: Ficção policialClassificação: (Ótimo) Amei!! 



Oi Gente,
Tudo bem com vocês?
Nossa ando tão corrida ultimamente que não tenho conseguido parar para postar as resenhas dos livros que tenho lido. Até diminui um pouco a quantidade justo por essa falta de tempo, envolvida com trabalho, casa, filho, estudos e coisas pessoais. Antes estava lendo quase 4 livros por mês, agora quase não consigo ler um! Mas a leitura continua sendo uma paixão, e leio sempre que possível.

Então vamos lá. 

Sinopse: Uma mensagem anônima deixada no Facebook da ex-estrela do tênis Suzze T põe em dúvida a paternidade de seu filho. Grávida de oito meses, ela pede a ajuda de seu agente e amigo Myron Bolitar para descobrir o responsável por essa intriga e trazer de volta seu marido, o astro do rock Lex Ryder, que saiu de casa depois de ler o texto. Descobrir o paradeiro de Lex não é tarefa difícil para um ex-agente do FBI. Mas, na mesma boate onde o encontra, Myron é surpreendido ao ver Kitty, a mulher que fugiu com seu irmão, Brad, e o afastou para sempre da família. Tentando ajudar a amiga e reencontrar o irmão mais novo, Myron se vê preso numa rede de segredos obscuros que põe em risco as pessoas que ele mais ama. Agora, só a verdade poderá salvá-las. Mas, para que ela prevaleça, nenhuma mentira pode restar – seja ela de Suzze, Lex, Kitty ou do próprio Myron. Nesta premiada história, Harlan Coben mais uma vez consegue construir uma trama envolvente, que fala de fama, ganância e rivalidade e surpreende por seu toque humano. Na aventura mais difícil de Myron Bolitar, seu passado vem à tona e, junto com ele, feridas que jamais se fecharão.



Suspense, ação e reviravoltas são uns dos ingredientes que o autor Harlan Coben usou em seu livro Alta Tensão publicado pela Editora Arqueiro no Brasil. O livro também mistura drama familiar, o uso incontrolado de drogas, e como os bandidos mais poderosos e temidos são capazes de tudo para manter em silêncio um segredo valioso.

''Quando viam a cara da morte, os homens imploram pela própria vida."

Na especie de continuação do livro Quando ela se foi (já que você consegue entender o livro sem necessariamente precisar de ler o anterior), em Alta Tensão podemos perceber um maior desespero de Myron Bolitar para descobrir toda a verdade, já que dessa vez a trama envolve toda a sua família. Ele conta com a ajuda de seu velho e melhor amigo Win e das amigas da MB Representações: Esperanza e Big Cindy. É uma verdadeira corrida contra o tempo, pois ninguém estará salvo até que tudo seja solucionado.

"As coisas boas são raras. Precisamos valoriza-las, porque elas sempre acabam cedo demais."

Quanto mais o ex atleta de basquete Myron tenta solucionar o misterioso caso, mais problemas e temidas revelações vem a tona, coisas que já ocorreram a muito tempo atras em seu passado começam a aterrorizar seu presente,  nenhuma pista parece ter alguma conexão com os fatos, mas futuramente todas elas estão ligadas entre si, mais um dom do mestre das noites em claro que já vendeu mais de 50 milhões de livros em todo o mundo: Harlan Coben.


"O grande benefício da internet: todo mundo pode se manifestar. O grande mal dela: todo mundo pode se manifestar."

Muita coisa acontece ao mesmo tempo no enredo de Harlan Coben, mas ao contrário de muitos outros autores, sua narrativa não fica complexa, entendiante ou confusa. O que mais encontramos ao longo da leitura são personagens fugindo da verdade e mentindo descaradamente, cada um por seu próprios motivos e propósitos; uma gigantesca teia de mentiras da qual Myron pretende se livrar e descobrir toda a verdade. Tudo fica ainda mais suspeito – e intenso – quando um dos personagens morre. Com um ritmo rápido seguimos no encalço de Myron, e seu melhor amigo Win, juntando pedaços do mistério, que só começa a mostrar resultados lá pelo final do livro. Achei essa história muito mais verossímil e pessoal do que a do livro anterior, Quando ela se foi.
Os personagens dão um tom de comédia ao enredo pra balancear com o suspense. Myron é um ex-jogador de basquete, formado em Direito e com um humor ácido e sempre com uma resposta esperta para retrucar a qualquer momento. Partilhamos dos pensamentos de Myron em inúmeras passagens e isso aproxima o leitor do personagem. Como todo herói que se preze, Myron tem seu sidekick: Windsor Horne Lockwood III, mais conhecido como Win. Dono de uma mente afiada, podre de rico, loiro, alto e sofisticado. Win tem os recursos para fazer acontecer as investigações e, claro, tirar do caminho qualquer pedra que impeça ele e Myron de seguir em frente.
Bom, a verdade é que Harlan Coben chega a me dar medo. Como ele consegue escrever esses livros? Sério, no final quando tudo vai se resolvendo você já está a beira de um ataque cardíaco. E bom, esse em especial, tem o Mickey Bolitar, sobrinho de Myron e olha, ele está totalmente aprovado, em todos os sentidos. Eu ainda não li o primeiro livro que envolve Myron (Quando Ela Se Foi), mas se seguir a mesma linha de pensamente que esse, deve ser muito bom. Suspense, ação, romance e sei lá mais o que em apenas um livro! Super Recomendo, espero seu comentário.
Beijos.
Até a próxima.


sábado, 13 de setembro de 2014

Sábado de Chuva... =)


BOM DIA♡
Adoro acordar e olhar pela janela e ver o mundo lá fora. 
Daqui vejo o céu, que hoje amanheceu cinza, sinto o vento fresco que vem lá do mar, junto com a chuva fina que cai deixando as ruas com um brilho prateado... Daqui de cima gosto de respirar fundo, agradecer a Deus o dom da vida, e a maravilha que é poder enxergar a luz desse dia lindo que nasce, sentir o cheiro da maresia, ouvir que mesmo entre prédios os pássaros cantam felizes! Sentimento de GRATIDÃO é o que me enche o peito e a vida! 
Daqui de cima olho o povo que passa, os carros apressados, mas também vejo o horizonte até perder de vista, vejo a cidade que cresce a cada dia, mas prefiro sempre me perder olhando o que a natureza mostra a minha volta. ..
E só pra esclarecer, NÃO , eu não moro numa cobertura a beira mar, moro num simples mas bem localizado quarto andar, e daqui das janelas ou da sacada sou EU que decido como quero VER E SENTIR meu dia! ♡ 
Meu olhar com o coração é que é megalomaníaco, e adora ver da vida o que ela me oferece de MELHOR todos os dias! !!
Recomendo! 
EXPERIMENTE. 
TEXTO SANDRA FALCÃO. 
Bom dia! ♡


POR AQUI A CHUVA CONTINUA  
Aproveitemos!

Como diz a música do meu querido Guilherme Arantes :

..."Infelizmente nem tudo é
Exatamente como a gente quer...

Deixa chover
Ah! Ah! Aaaaaaah!
Deixa a chuva molhar
Dentro do peito
Tem um fogo ardendo
Que nunca vai se apagar...

Deixa chover
Ah! Ah! Aaaaaaah!
Deixa a chuva molhar
Dentro do peito
Tem um fogo ardendo
Que nunca, nada
Nada vai apagar...".... ADORO 

Foto: Julio Trindade Fotografia


sexta-feira, 25 de julho de 2014

Livro: Quando ela se foi... Harlan Coben

LIVRO: QUANDO ELA SE FOI.
AUTOR: HARLAN COBEN.
EDITORA: ARQUEIRO.
PÁGINAS: 256.
MINHA NOTA: Como sempre, AMO os livros do Harlan Coben! Nota 10!

Breve Sinopce: 

Dez anos atrás, Myron Bolitar e Terese Collins fugiram juntos para uma ilha. Durante três semanas, eles se entregaram um ao outro sem pensar no amanhã. Depois disso, eles se reencontraram apenas uma vez, quando Terese ajudou Myron a salvar seu filho. E ela foi embora, sem deixar vestígios.Agora, no meio da madrugada, ela telefona: “Venha para Paris”.
Terese pede a ajuda de Myron para localizar o ex-marido, Rick Collins, que telefonara depois de anos implorando que ela o encontrasse em Paris. Eles logo descobrem que Rick foi assassinado e que Terese é a principal suspeita do crime.
Mas algo ainda mais atordoante é revelado: perto do corpo havia longos fios de cabelo louros e uma mancha de sangue que o exame de DNA revelou pertencer à filha do casal. Só que sua única filha morrera em um acidente de carro muitos anos antes.
Logo Myron se vê perseguido nas ruas de Paris e de Londres. As agências de segurança de quatro países parecem querer as mesmas informações de que ele precisa para desvendar a morte de Rick e o destino da filha que Terese pensava ter perdido para sempre.

Pronto...dai em diante é aquela coisa dos livros do Coben, você começa a ler a primeira página e sabe que NÃO VAI LARGAR o livro até desvendar o final, sempre cheio de enredos emocionantes e inesperados!
 

O mais legal dos livros do Harlan Coben, é que seus personagens são sempre CATIVANTES, apaixonantes... Como o senhor Myron Bolitar.

 Myron Bolitar é um ex-jogador de basquete que teve sua carreira interrompida após uma contusão no joelho. Depois de cursar a faculdade de direito, entrar para FBI, ele se torna sócio na MB Representações, junto com o amigo Win. Mesmo depois de ter deixado as investigações, Myron ainda tem faro para descobrir grandes trapaças. Ele é um cara astuto de tiradas sarcásticas e que ao lado de seu amigo Win se tornam a dupla perfeita.


Win é um ricaço que adora se divertir, ( confesso que eu não simpatizo muito com o jeito dele, acho snobe e meio ninfomaníaco ),  para ele quanto mais perigo melhor e principalmente se o perigo envolver socos e tiros, como quase sempre acontece, ele é o braço direito do ex-atleta. Ainda, na vida de Myron está a prestativa Esperanza Diaz – uma grande amiga que ajuda Myron nos negócios – e Big Cindy, a carismática assistente do nosso protagonista, ela é de um big coração.

Bom, como quase todo livro policial, tem esse toque de suspense que eu amoooooo de paixão, e a cada página lida, nada é o que você espera que seja... tem sempre uma reviravolta! Uma surpresa. Esse livro em especial é cheio de conversas misteriosas, e sumiços e situações do passado mal resolvidas.
Quando Terese liga para Myron, convidando-o para ir a Paris, ela usa de todo seu charme e tenta atiçar a paixão do passado... porém Myron está comprometido, e recusa de imediato o convite. ( Ponto pra ele! Bom moço! =) )
Mas a coisa não para por ai...

 
Resumindo a estória: Myron vai para Paris para na verdade ajudar Terese a encontrar seu ex-marido, Rick Collins, que a tinha chamado ela para Paris, porem desapareceu. E os agentes acham que Myron e Terese tem algo a haver com isso. E graças a isso, temos uma magnifica história, com perseguição, suspense e um toque de romance e humor (vemos o humor nas falas sarcásticas e irônicas dos personagens, principalmente de Myron, que é o personagem mais carismático que conheci). A maior parte da história ocorre na França e na Inglaterra, porem ela tem uma passagem pelo EUA.

É importante que o encontrem, pois ele tinha algo importante para contar a Terese. Pouco tempo depois Myron descobre que Rick foi assassinado, e a principal suspeita é Terese. Porém o mais perturbador é que na cena do crime foi encontrado além do sangue de Rick, o sangue de outra pessoa. Os exames de DNA levam a crer que se trata do sangue da filha do casal, mas a única filha de Terese e Rick foi morta há dez anos em um acidente automobilístico.

Quando ela se foi é a primeira história de Myron Bolitar publicada pela Editora Arqueiro, simpatizei demais com o personagem! =)

Recomendado o livro! BOM DEMAIS!!!!
Não deixem de ler!

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Livro: Não Conte a Ninguém ...do Harlan Coben.

LIVRO: NÃO CONTE A NINGUÉM.
AUTOR: HARLAN COBEN.
GÊNERO: POLICIAL/SUSPENSE.
EDITORA: ARQUEIRO.
PÁGINAS: 251.
Mais um muito bom dele! Adoro e recomendo.


A sinopse é a seguinte: Há oito anos, enquanto comemoravam o aniversário de seu primeiro beijo, o Dr. David Beck e sua esposa, Elizabeth, sofreram um terrível ataque. Ele foi golpeado e caiu no lago, inconsciente. Ela foi raptada e brutalmente assassinada por um serial killer. O caso volta à tona quando a polícia encontra dois corpos enterrados perto do local do crime, junto com o taco de beisebol usado para nocautear David. Ao mesmo tempo, o médico recebe um misterioso e-mail, que, aparentemente, só pode ter siso enviado por sua esposa. Esses novos fatos fazem ressurgir inúmeras perguntas
sem
resposta: Como David conseguiu sair do lago? Elizabeth está viva? E, se estiver, de quem era o corpo enterrado oito anos antes? Por que ela demorou tanto para entrar em contato com o marido?
 De fato, esse é o tipo de livro impossível de largar. Ele tem capítulos bem curtos e que sempre acabam de um jeito que te convence a ler o próximo. E o próximo. E o próximo. E foi nesse esquema de “só mais um capítulo e eu vou dormir” que eu terminei o livro em uns 7 dias (só não terminei em menos tempo porque eu realmente estou atolada de trabalho!).



Não Conte a Ninguém é  um livro de suspense do Harlan. Ele traz a história de David Beck e Elizabeth, um casal que se conhece desde os tempos de criança. Como de costume, no 13º aniversário do primeiro beijo dos dois, eles comemoram indo ao Lago Charmaine. O lugar que é bem afastado da cidade, era uma antiga propriedade da família Beck. Tudo estava indo bem, eles já tinham feito mais uma barrinha em uma árvore onde estava gravado as iniciais do casal dentro de um coração. Eles estavam felizes. Até que aconteceu a tragédia. Elizabeth foi brutalmente assassinada depois de David ter sido golpeado. E o maior suspeito é o Serial Killer: Kill Roy.
Agora, depois de 8 anos do ocorrido, David ainda luta para conseguir superar a perda. No dia em que os dois comemorariam o 21º aniversário do primeiro beijo, ele recebe um estranho e-mail anônimo. Na mensagem havia coisas que apenas os dois sabiam e um pedido: não conte a ninguém!
Harlan Coben fez um trabalho perfeito. O enredo é ótimo e a história é super envolvente. Quando o leitor pensa que tudo está resolvido, aparecem novas possibilidades. A narrativa é intensa e faz com que o leitor só tenha vontade de largar o livro depois de lê-lo.  Apesar de ser puro suspense, o livro traz uma pitada de humor e críticas. Recomendo para qualquer pessoa, pois duvido que alguém não fique curioso para ler o desfecho dessa história. Descobri que o livro foi adaptado para virar um filme francês em 2006, a obra venceu 4 Cesars, que é tipo um Oscar francês.

Vou agorinha procurar no Netflix. =)


Beijos....até a próxima.



quarta-feira, 2 de julho de 2014

Gratidão...


GRATIDÃO

"Infelizmente nós, seres humanos, temos a tendência de focalizar apenas as coisas negativas. Estamos sempre enfatizando aquilo que falta em nossas vidas. Tornamo-nos, assim, pessoas que reclamam, murmuram e lamentam. Sendo que a murmuração é um dos pecados que muito ofende a Deus.

A Bíblia nos incentiva a termos em nossos lábios o louvor e a gratidão ao Senhor. Talvez, num primeiro instante, pode parecer que não existem motivos. Porém, se pensarmos um pouco, logo nos lembraremos de inúmeras razões de agradecimento.

Experimente fazer uma lista de tudo o que há de bom em sua vida: sua própria existência, sua família, seus talentos, sua saúde, o alimento, os entes queridos, o ar que respira, seu emprego, entre outros. De repente, você vai ver que, enquanto pensava naquilo que falta, estava se esquecendo de agradecer a Deus pelo que Ele já lhe concedeu.

Se, ao fazer essa análise, você constatar que não tem nada para agradecer, lembre-se que tem o dom da vida, que só Deus pode manter ou tirar. Sua vida representa a oportunidade máxima para toda e qualquer realização ou aquisição que possa conseguir. Agradeça a Deus por isso.

Não nos esqueçamos de agradecer nunca. Um dia, Jesus curou dez leprosos. Apenas um voltou para agradecer. Ai então, o que voltou, recebeu uma bênção maior. Jesus lhe disse: "Vai em paz. A tua fé te salvou."

Na hora de pedir, forma-se uma grande multidão. Na hora do agradecimento poucos aparecem. Que estejamos no meio deste pequeno grupo que não perde a oportunidade de olhar para o céu e dizer: muito obrigado, Senhor."
( Catedral da Trindade)
#gratidao #feemDeus #fenavida #boanoite



Então... tô nessa vibe =)
Acordei pensando nisso hoje. 
Beijos.

segunda-feira, 30 de junho de 2014

Às vezes é bom recomeçar ...

Imagem: Intrinseca.
Livro: Extraordinário. #historialinda

Meninas, vou escrever um jornalzinho aqui mas não esquentem, já tô melhor.
Bom, essas últimas semanas eu estava revendo fotos coisas pessoais, roupas que tirei do armário.
Lembrei das mil fases que já passei nessa vida. 
Que desde que me ENTENDO DE GENTE LUTO CONTRA O PESO, que na infância sofria "bulling ", e nem sabia que tinha esse nome.
Mas desde muito cedo descobri QUE OS GORDINHOS SÃO POUCO ACEITOS. :(
Lembro que já tomei remédios de todos os tipos pra emagrecer, conseguia e depois engordava tudo de novo. Já exagerei nos extremos, com malhação, suplementação e neurose! 
Até chegar num momento "tô nem ai" de hoje.
Engordei de novo, como sempre na minha vida. Realidade CANSATIVA, que esgota, desgasta. Enche o saco ! Ando completamente sem paciência pra se quer ouvir falar em "seguir tal dieta "
Mas ao mesmo tempo muito consciente de que PRECISO cuidar da minha saúde e alimentação. 
Sinto muita falta do grupo do falecido orkut, Dieta Já que foi quando realmente consegui encontrar muitas pessoas se apoiando.
Mas enfim são outros tempos.
Hoje é outra realidade e preciso tocar em frente. 
E recomeçar faz parte.
Porém vou no meu tempo e jeito. Diferente de antes... Na velha e boa RA.
Sem remédios, sem neurose, sem exageros e restrições.
Enfim, conversei muito comigo mesma, refleti, encontrei um rumo novo.
Beijos no coração!
Força, foco e fé. Pra nós.
#forcadevontade #recomeço #forcafocoefe #projetofenix #vidasaudavel#extraordinario #superacao

 #projetocorpodevolta

O ÓTIMOoooooooooo é que sempre conto com APOIO fundamental de pessoas muito ESPECIAIS na minha vida, o MARIDÃO, meu filho, minha família e os amigos próximos. Sem falar claro de todas as pessoas que seguem o blog, o instagram e a fã page =) ....só tenho a AGRADECER!
A força ... a paciência. =)



Quem não muda com a vida?
Quem não deixa pra trás coisas e hábitos que não servem mais ?
Quem não deixa de usar aquela roupa, aquele estilo, muda de pensamento, de rumo, de atitudes?
Quem não muda, não vivi, não cresce, não aprende! 
Eu mudo! Sou aquela metamorfose ambulante....
Buscando sempre melhorar no que é possível.
Recomeços fazem parte...
Força, foco e fé.
#bomdia #boasemana #boasorte #feemdeus #fenavida #projetofenix#projetocorpodevolta #projetoDeLa #vidasaudavel#sonaoconseguequemdesiste

Beijosssssssssssssssssssssssss




terça-feira, 17 de junho de 2014

Eu tô com o Brasil...

Oi gente.
Tudo bem com vocês?

Então, ando meio off, pois apesar desse climão de Copa e feriados, mas tenho trabalhado bastante...
Entre outras coisas do dia a dia... Nem sempre sobra tempo pra estar on-line, postar.... e olha que minha lista de resenhas pro blog está aumentando e ainda não consegui parar para digita-las aqui...

Mas enfim... Hoje é dia de mais um jogo do Brasil! O segundo dessa copa.
Tô na TORCIDA com você Brasilllllllllllllll =)
meu país que eu amo de paixão.

Sabe, eu compreendo demais os nossos problemas sociais, políticos, e nossas decepções com tanta corrupção... PORÉM, sei separar as coisas, e não vivo carregando pesos extras, além dos pesos que a própria vida já tem...

Eu amo nossa seleção brasileira de futebol, amo meu país, e mesmo com o sentimento de revolta, com o desejo por mudanças, eu estou vibrando e torcendo pelo nosso país nos jogos da copa.
Não sou contra os protestos ( inteligentes), mas não vejo sentido algum no tipo de revolta que depreda, quebra, destrói o que já não anda tão bem.



Eu sou nordestina, pernambucana e brasileira com MUITO ORGULHO sim senhor! =) 



E penso assim:
Já percebeu como quem muito reclama, atrai mais coisas ruins ?  ...
Somos resultado do que acreditamos e transmitimos. Eu respeito o humor azedo, as lamentações e previsões negativas dos outros... Mas por favor, respeite também minha alegria, bom humor, otimismo e fé na vida. Não sei viver de cinza... Tenho ALMA COLORIDA.


Um beijo pra vocês. =)
Bom jogo hoje.... tô na TORCIDA Brasillllllllll.


Sandra Falcão.

terça-feira, 10 de junho de 2014

Faltam 2 dias...


Na minha casa vai ter Copa sim, até porque eu adoro a Seleção Brasileira, gosto de ver o futebol, e sei muito bem separar as coisas...
Porém eu não esqueço das mazelas e problemas do meu país...
Outubro vem ai... e dai sim será hora de fazer valer meu direito de PENSAR e votar com a cabeça e fazer a coisa mudar um pouco...

OBS.: O texto é longo, sei que pouca gente vai ler... por preguiça mesmo!
MAS VALE A LEITURA. 

"Vez ou outra a gente nota que existe vida inteligente no Facebook. Uma das coisas interessantes que vi esta semana foi esta fotomontagem. Embora o tom pareça um tanto agressivo, o discurso é direto: a sociedade é responsável pelos rumos do país. Portanto, o Brasil é bom ou ruim pelas escolhas feitas por seus cidadãos.
Embora as coisas não sejam tão simples assim, temos sim responsabilidade. Nosso comportamento é egoísta e quase sempre olhamos primeiro para nós mesmos. Aquilo que é bom para nós torna-se a regra, a medida das coisas.
E no que diz respeito ao país não é diferente. Reclamamos dos políticos, mas nada fazemos para que seja diferente. Não é preciso fazer uma pesquisa para dizer que pouca gente se interessa pelos temas da política e acompanha o dia a dia de seus representantes. O cidadão nem lembra em quem votou nas últimas eleições. Uma vergonha!

As pessoas repetem a importância da educação, mas não valorizam o professor e muito menos o conhecimento. Querem que o saber seja adquirido por osmose. Não funciona. Aprender dá trabalho. Cansa. E educação não é diversão. A aula não é programa de humor. O educador não é palestrante motivacional. Enquanto a aula acontece, muitos alunos preferem ficar no celular, no notebook ou no tablet… Depois reclamam que o professor é ruim, a escola não presta, o sistema de ensino é uma porcaria. Entretanto, são incapazes de ler um único texto ao longo de todo um bimestre. “É chato”, alegam.

No trabalho, muita gente quer o emprego, mas não o trabalho. Quando o domingo vai terminando, já começam a lamentar a chegada da segunda-feira. E aí invejam os políticos que ficam, no máximo, três dias em Brasília. Fariam o mesmo, se pudessem. Tem alguns que chegam a dar desculpa de doença do filho, pegam atestado médico pra faltar o trabalho… Chega a ser irônico que essas mesmas pessoas invejam países como Estados Unidos e Japão – locais onde geralmente se trabalha mais.

Sabe, existe sim muita injustiça por aqui. Porém, não adianta ficar apontando o erro do vizinho e deixar de fazer a nossa parte. Quem brilha quase sempre é quem resolve contrariar a maioria. O país não muda porque, individualmente, a gente reproduz a crença de que “não adianta, é assim mesmo”. Esse tipo de discurso puxa a gente pra baixo e só faz perpetuar a história de erros e fracassos. Se eu resolvo trabalhar, estudar, avaliar melhor os políticos, ter um voto mais consciente… eu faço minha parte. Eu contribuo para que ocorra uma mudança, eu contribuo para quebrar o ciclo. Do contrário, repito o comportamento alheio. Estou enganando a mim mesmo; só estou fazendo parte do universo de pessoas que eu mesmo critico, que digo serem burras, ignorantes ou corruptas; só estou sendo igual aos outros."
Do blog do: http://ronaldonezo.com/tag/brasil

Reposte: https://www.facebook.com/Blog.Sandra.Falcao?fref=ts

#vaitercopa
Eu gosto da Copa... só não aceito esse governo que temos...


sábado, 24 de maio de 2014

Livro da Semana: TDAH - Crianças que desafiam...

Oi Gente...
Hoje a resenha é de um livro muito especial.
Que poderá ser de grande valia para as mamães, papais, enfim os responsáveis por crianças que tenham sido diagnosticadas com TDAH. 
O livro trás informações importantes, especialmente sobre o uso indiscriminado de fármacos!!! Vale a leitura!

 LIVRO: TDAH - CRIANÇAS QUE DESAFIAM.
AUTORA: MARISE JALOWITZKI.
EDITORA: GRÁFICA EDITORA PALLOTTI.
PÁGINAS: 253.

Quero antes de falar das impressões sobre o livro, apresentar a vocês a autora. Levando em conta o trabalho sério que ela realiza, e que merece ser divulgado ao máximo de pessoas. 
A Marise Jalowitzki, é uma gaúcha, educadora, escritora e blogueira,  onde ela publica seu trabalho, para quem desejar conhecer mais sobre as idéias da Marise entre no Blog dela: Compromisso Consciente ou ainda no grupo que ela mantém no Facebook para debates e apoio a pais: TDAH crianças que desafiam .

"Pouco importa o julgamento dos outros.
Os seres são tão contraditórios que é impossível atender às suas demandas, satisfazê-los.
Tenha em mente simplesmente ser autêntico e verdadeiro."
(Dalai Lama) Pag.3.


Bom, chega até ser difícil conseguir resumir TUDO QUE LI E APRENDI nesse livro gente! Mas ele nos traz uma oportunidade de conhecer mais sobre uma tema tão falado atualmente, que é o TDAH, porém de uma ótica diferente que leva a uma profunda REFLEXÃO!
Especialmente sobre como estamos tratando nossos pequenos, nossas crianças hoje?
Será mesmo que TANTAS crianças atualmente são portadoras do TDAH? Ou apenas estão sendo crianças, com suas típicas brincadeiras, falas, agitação, inquietação natural dessa fase, que atualmente vem sendo tão TOLHIDA, podada por nosso modo de vida limitador em tantos sentidos!
Vale muito a pena a leitura e a reflexão em cada palavra, cada texto e informação encontrados no livro.
Dai, depois de ler, você pode seguir o rumo que desejar, mas pelo menos terá tido acesso as informações que muitas vezes nos são ocultadas, camufladas, negligenciadas... ( como foi comigo )

"Leitura da semana.
TDAH crianças que desafiam.
Leitura enriquecedora... 
Sim o TDAH EXISTE, é fato, infelizmente ainda pouco compreendido por muitos que não vivenciam a rotina de crianças e adultos portadores. Sim eles sofrem, compreendem seu problema... e sentem frustração, indiferença, e toda ordem de sentimentos.
A PALAVRA CHAVE para lidar com o TDAH é PACIÊNCIA! Não é uma ficção, não é preguiça, não é falta de interesse ou educação.
É um transtorno que tem tratamento por meio de psicoterapia, prática de esportes, dieta equilibrada, homeopatia,...e SIM merece todo carinho e respeito. 
#tdah #dda #marisejalowitzki #livrodasemana#oqueestoulendo #books #instabooks





Gente alguns dados merecem uma atenção especial: 

" ...o metilfenidato, uma anfetamina, viciante, vem sendo comercializada em nível assustadoramente crescente..." Pág.9.
Sim, a tal da Ritalina, Concerta e outros que tem na composição a droga METILFENIDATO, é sim do grupo das ANFETAMINAS!  Confesso que como leiga, quanto aos fármacos eu desconhecia essa informação tão importante!
E o Brasil é o segundo maior consumidor do mundo do remédio tarja preta ( só fica atrás dos Estados Unidos) Pag.44.
Com uma "explosão nas vendas de cerca de 3.200% nos últimos anos" Pag. 47.
Gente, esse dado é muito sério!!! Lendo mais sobre o assunto, descobri que em outros países como na França o uso desse fármaco é quase ZERO! Porque? Será que só no Brasil existem crianças com TDAH? Não... é uma questão de cultural essencialmente. Questão de consciência.

Sim, em nenhum momento afirma-se que o TDAH não exista, mas o que necessita de reflexão é até que ponto os tantos diagnósticos dados atualmente são de crianças "doentes" de fato?
Parece que para muitos pais receber um diagnósticos de TDAH é como eximi-las de "culpas" por seus filhos serem arteiros, ou inquietos, "inadequados", e muitas vezes apenas mal educados sim...
O que percebe-se é que está havendo uma verdadeira epidemia de diagnósticos, muitas vezes dados de forma irresponsável, apressadamente, sem a devida investigação por parte de médicos e até da família havida por uma solução imediata.
O que precisa ser levado em conta é, será que tantos pais estão sendo ALERTADOS sobre os riscos do uso de uma medicação traja preta, e todos os efeitos colaterais que essa medicação pode trazer? 
( Eu nunca fui alertada, você foi? )

"A singularidade do grupo de sintomas que compõem o diagnóstico do TDAH demonstra o quão difícil é determinar quem, realmente, precisa de tratamento e que tipo de tratamento é mais adequado. Cada caso é um caso." Pag. 66.

Gente, eu falaria horas e horas aqui sobre o livro e seus vários temas muito oportunos e de muita importância. Porém preciso resumir, para que vocês tenham uma visão geral, mas continuo incentivando VALE A PENA A LEITURA!!! 

Sim, eu já havia lido muita coisa sobre o assunto TDAH, mas de certa forma era tudo na mesma "embalagem comercial" que favorecia o uso do metilfenidato. É tanto que eu não sabia que existiam tratamentos alternativos, como dieta, Neurofeedback, e a homeopatia. 

"Estudos publicados no British Homeopathic Journal mostram que, em dez dias de tratamento com Stramonium, Cina, e Hyoscyamus Niger, as crianças demonstraram melhoras significativas no comportamento e atenção, constatada por pais e responsáveis." Pag. 118.

Acredito que todas as alternativas possíveis de tratamentos alternativos são viáveis e devem ser exploradas por pais e responsáveis, levando em conta os graves riscos do uso de metilfenidato, inclusive risco de morte súbita e suicídio. =(
"A Aliança Nacional contra o Mandato de Rastreio de Saúde Mental e uso de Drogas Psiquiátricas em Crianças ( www.ritalindeath.com  ) contem muita informação, além dos relatos de mortes por uso de metilfenidato. " Pag. 127.

Bom queridos leitores, acredito que como foi de grande valia para mim, como mãe, como pessoa consciente e responsável que busca sempre o melhor caminho para educação e cuidados para meu pequeno, creio que será também muito válido para todos você que tenham interesse em saber mais sobre o assunto.
O livro é rico em informações valiosas!

Encontra-se a venda no grupo do facebook que citei acima, bem como nesse link:
tdahcriancasquedesafiam.blogspot.com.br

Boa sorte!
E muita LUZ pra todos nós.

PS.: Mais informações sobre o assunto, numa entrevista dada pela docente Maria Aparecida Moysés à UNICAMP: unicamp noticias: Ritalina e os riscos de um genocidio do futuro.