quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Livro: Era uma vez um Corredor


A Resenha desse livro me fez parar parar lembrar de alguns momentos de quando comecei a correr, os meus motivos pessoais de gostar do esporte... É um livro que pode ser lido por qualquer pessoa, claro, mas se você gosta de corridas, vai entender melhor o contexto...

LIVRO: ERA UMA VEZ UM CORREDOR
INTRÍNSECA
PÁGINAS: 246.
AUTOR: JOHN L. PARKER JR.

“Era uma vez um corredor” ... Se você é um corredor não pode deixar de ler, pois é um livro de corredor para corredor, não por causa da execução, mas pela sua história. E mesmo que você não seja um corredor leia, pois você vai gostar...
O livro tem como raiz a história do que significa ser um corredor, na sua essência, nos seus sentimentos, que busca em sua vida sempre melhorar para poder alcançar seus objetivos, suas metas.
Quenton Cassidy é um corredor da Southeastern University, que assim como todos tem um sonho, um objetivo que é de correr uma milha em um determinado tempo.
Mas infelizmente como nada na vida é perfeito, algo surge para poder mudar o seu destino. Será que é para sempre? Essa mudança na sua vida se dá devido ao acontecimento do momento que é a Guerra do Vietnã, que causa uma manifestação política e cultural, que acabam adentrando o departamento do atletismo, por isso ele acaba se envolvendo em um manifesto que é proibido, que acaba o prejudicando, levando assim a sua expulsão.
Então, Cassidy tem que buscar um novo caminho em sua vida, no qual largará a bolsa na faculdade e a namorada. Acaba morando em um lugar distante, que será o seu refúgio, onde terá um treinamento tipo de militar, conduzido pelo Bruce Denton, um grande ganhador de uma medalha olímpica.
 Tudo isso pra poder treinar em um novo local chamado Southeatern Relays, onde se encontra os melhores corredores do mundo.
Esse livro possui uma narrativa que além de divertida, é bastante inspiradora, mostrando que os obstáculos que surgem na vida não são suficientes para acabar ou destruir um sonho, um objetivo de quem realmente quer alcançar o que deseja de corpo e alma, mostrando assim que o homem é sim capaz de superar seus limites quando se tem garra e assim se tornar um campeão.


TRECHOS DO LIVRO:

"Queriam já estar na corrida. Queriam ter terminado. A disputa em si era suportável,pois era para isso que tinham treinado. A espera, no entanto, era uma experiência infernal. (p. 96)
Apesar do esforço árduo, raramente falavam em termos de dor ao comentarem o desconforto de treinos ou corridas. Sabiam que aquilo que dava à dor a sua dimensão verdadeiramente terrível era certa falta de familiaridade. e essas eram sensações que eles conheciam muito bem. (p. 147)
Ainda que as grandes distâncias proporcionem as bases da formação de um corredor, os intervalados tornam as competições mais cruéis. Quenton Cassidy gostava deles. Outros preferiam farpas de bambu sob as unhas. (p. 196)

UM TRAILER DE " ONCE A RUNNER" (ERA UMA VEZ UM CORREDOR)
Inspirador...
Beijos
Sandra Falcão.

Um comentário:

  1. fiquei com vontade de ler! já entrou na fila! valeu a dica Sandra!

    Beijão!

    ResponderExcluir