quarta-feira, 31 de julho de 2013

Crônica do dia: Decepção...


"Certamente você já disse:
Caramba, que decepção... Jamais poderia esperar isso desta pessoa...
Na realidade, a pessoa em questão, a que causou a decepção, pode estar isenta de qualquer maldade pela sua atitude. O problema maior está em nossos valores e na forma de como “queremos que as pessoas sejam ou nos vejam”.
Primeiro vamos analisar a palavra decepção. Para mim ela é formada por decepa a ação. Eu quero vê-la assim; eu a sinto assim. Cada um pode encontrar a sua verdade na comunicação que faz com as pessoas. As palavras são verdadeiros torpedos de energia potencializadas pelo que estamos vivenciando e, portanto, sentindo naquele momento. Se a energia é boa a palavra fica suave. Se for ruim pode funcionar até como uma verdadeira “pedrada”.


Decepção, para mim, conforme frisei acima, determina o final de uma etapa ou da maneira de se ver a mesma coisa. Depois de muito estudar, eu fico com a segunda hipótese. Não é recomendável sofrer pelo que causamos a nós mesmos. A dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional.
Trata-se da quebra de um conceito criado pela nossa mente, invariavelmente não verdadeira. Fomos nós que construímos os valores e o rótulo que colocamos na outra pessoa. Foram nossos conceitos que pautaram o carinho, o amor e a amizade. Ninguém é igual a nós.

O outro só fez a parte dele. Na realidade a pessoa sempre foi o que está demonstrando naquele momento, mas éramos nós que não fazíamos a leitura correta de como ela realmente é em seu interior. As adversidades da vida nos mostram outras realidades com as quais não tínhamos contato. 
Muitas vezes me decepcionei. Em algumas, fiquei irritado, mas não sabia ler a vida como sei hoje. 

Lembro novamente do meu Mestre ND. Ele me disse: 
...você sofre porque espera demais das pessoas. Elas são elas com seus conceitos e valores, você é você. Cada ser humano é diferente e vê a vida com sua exclusiva evolução e entendimento. As verdades são singulares. Nas dificuldades as pessoas mudam. Nas festas são todos iguais. A musica e o ambiente contribuem para a harmonia do local. As pessoas dão o que podem dar. Nós é que temos expectativas diferentes.
Enquanto você está lendo este texto certamente está analisando a sua vida e encontrando novamente os momentos que te magoaram profundamente, simplesmente porque a sua expectativa não foi recompensada conforme seu desejo.

Temos que analisar este ponto para nos policiarmos e nunca esperarmos das pessoas aquilo que elas não conseguem nos dar. Depois das várias lições e estudos que realizei, orientado pelo meu Mestre, pude perceber, acredite: era eu mesmo quem me feria. Nunca foram as pessoas. Elas, na realidade, nunca me prometeram nada. Eu é que esperava mais delas.
Reconheço que foi uma batalha bonita entre meus conceitos passados, minha cegueira e a verdade que se pode encontrar em cada relação com o ser humano. Por isso nunca devemos considerar uma verdade como eterna. Ela simplesmente espelha um momento, uma fração de segundo. Depois tudo tende a se modificar porque as energias se transformam.
Por isso o termo EVOLUIR. 

Muitas pessoas apenas repetem-no, mas não entendem o real significado desta palavra. Ë crescer caminhando. Jamais crescer lendo. Jamais crescer sem atitudes. Só conhecimento não gera sabedoria.
Para que possamos efetivamente saber mais temos que ter conhecimento novo e aplicá-lo. Portanto, de hoje em diante, cabe a nós decidirmos se vamos ou não nos decepcionar com as pessoas no futuro. 
Cada um dá o que tem... Claro que você já ouviu isso, mas nunca prestou a devida atenção na composição exata da frase. Primeiro porque, certamente, você confundiu o dar com algo material, pecuniário ou -mesmo-, até de sentimento. Mas, antes de sentir a gente quer ver. 

Outra frase: Ver para crer... Pense em tudo que está em sua, na minha, em nossa volta e irá perceber que muitas verdades estão escancaradas à nossa frente, mas insistimos em não vê-las simplesmente porque não conseguimos “decifrar a verdade pelos conceitos ultrapassados que insistimos em adotar em nossas vidas”. Nem tudo se pode ver. O que se sente sempre supera o que se vê.
A decepção é uma delas."

Texto: Saul Brandalise Jr.

Sei que nos veremos
Beijo na alma - LUZ 
SANDRA FALCÃO.

terça-feira, 30 de julho de 2013

Segunda de Dieta, Dicas de Alimentação no Inverno

Oi Gente, estamos naquela época que o FRIO acaba nos vencendo algumas vezes, nem sempre dá pra fazer o treino desejado, e o frio parece que faz a gente ficar com vontade de comer cada vez mais, né? Mas não podemos cair nessa... Vamos ver as dicas do Mais Equlíbrio pra gente manter a forma e a DIETINHA no frio também =) 

O inverno chegou e com ele vem aquela vontade de ficar em casa debaixo das cobertas e comer todas as delícias que esta estação sugere. Chocolate quente, fondue, sopa, massas e outras delícias que só de pensar já da água na boca, fazem parte do cardápio durantes estes meses, mas, não podemos esquecer que todas estas preparações são muito calóricas e que pode proporcionar aqueles quilinhos indesejáveis.
Veja a seguir, dicas em geral de como manter a forma no inverno e como fazer para não deixar de comer todos os alimentos saborosos que apreciamos nesta estação.
1- Beba água! No inverno as pessoas não tem vontade de beber água, até mesmo outros líquidos, isso é um erro, pois durante o inverno também elimina-se água do corpo e é preciso repor essa perda, por isso não esqueça de beber de 2 a 3 litros de água todos os dias. Para ajudar a completar esta quantidade beba um chá quentinho.
2- Friozinho e sopa é uma ótima combinação. Se você souber preparar, escolher os ingredientes da sopa, é uma boa pedida, pois além de esquentar, terá uma refeição saudável. Use e abuse de verduras, legumes e temperos naturais. Acrescente com moderação carboidratos como: macarrão, arroz, mandioca, batata e mandioquinha, pois são todos alimentos do mesmo grupo alimentar. Cuidado com os cremes, pois geralmente é acrescido creme de leite, que fornece muitas calorias. Moderação na quantidade, não é porque é sopa que pode ser consumida à vontade, pois é um prato que fornece calorias como qualquer outro.
3- Troque o chocolate quente tradicional pela versão light com leite desnatado e achocolatado light. Vale lembrar que mesmo os alimentos sendo light devem ser consumidos moderadamente. Ter menos calorias não significa que você pode comer em dobro.
4- Substitua os doces com chantilly, creme de leite e leite condensado por doces a base de frutas. Deixe para comer o doce de sua preferência 1 vez por semana, com moderação.
5- As massas com molhos brancos ou muito elaborados se tornam muito calóricas, portanto prefira massas com molho simples de tomate ou a bolonhesa. Uma sugestão para tornar o molho branco menos calórico é utilizar o leite desnatado no preparo.
6- O consumo de saladas no frio é bem menor pelas pessoas, mas o grupo das verduras e legumes são essenciais para o bom funcionamento do organismo. Pense em consumir estes alimentos cozidos, refogados, grelhados.
7- Consuma frutas todos os dias, sempre que possível opte por aquelas que contém vitamina C(laranja, limão, acerola, tangerina, morango, etc.), pois de acordo com alguns estudos esta vitamina diminui o tempo de cura em gripes e resfriados.
8- Fracione sua alimentação, faça de 5 a 6 refeições por dia, não pule refeições, estabeleça horários, assim não irá extrapolar na próxima refeição e não sentirá fome durante o dia.
9- Alimentos ricos em fibras proporcionam uma sensação de saciedade maior, por isso é interessante consumir nesta época em que sentimos mais fome, exemplos: pão integral, arroz integral, aveia, farelo de trigo, granola, etc.
10- Coma devagar e em ambientes tranqüilos assim sentirá quando estiver satisfeito. Aprenda a se controlar. Coma até que fique satisfeito e não empanturrado.
11- O consumo de bebida alcoólica costuma se elevar no frio, o que pode aumentar o consumo de calorias e conseqüentemente o peso, portanto moderação é fundamental, não esqueça que cada grama de álcool fornece 7 kcal.
12- Passar o inverno e não freqüentar uma festinha de queijo e vinho não é justo, então siga a nossa dica: dê preferência pelo queijo branco, experimente acrescentar um pouco de azeite e orégano. O vinho tinto é uma opção saudável, pois tem propriedades antioxidantes que fazem bem à saúde.
13- Não deixe de praticar exercícios! Não permita que o desânimo e a preguiça tomem conta de você, a prática de atividade física é importante para o seu corpo em qualquer época do ano.

Por:
Roberta dos Santos Silva
Nutricionista-chefe do programa Cyber Diet, formada pela Universidade Católica de Santos CRN-3 14.113

Resenha de Estação Carandiru - emocionante...

Li esse livro há um bom tempo , e ainda não tinha feito uma resenha sobre ele, para mim é uma temática interessante, eu sou naturalmente curiosa e gosto de saber mais sobre ambientes e culturas que desconheço, e no caso de um presídio esse eu NUNCA havia botado se quer os pés lá, conheci primeiro o FILME, vocês lembram? Aquele premiado, aclamado pela critica,  Hector Babenco Em seguida li o livro, e atualmente me veio o assunto a tona novamente por conta das últimas notícias sobre o triste massacre ocorrido em 1992, onde morreram 111 detentos:  26 policiais vão a julgamento, sobre o MASSACRE DO CARANDIRU.


 
Livro: ESTAÇÃO CARANDIRU
Editora: Companhia das Letras.

297 páginas.
Autor: Dr. Drauzio Varella.


"Com os anos, ganhei confiança e pude andar com liberdade pela cadeia. Ouvi histórias, fiz AMIZADES verdadeiras, aprendi medicina e muitas outras coisas. Na convivência, penetrei alguns mistérios da vida no cárcere, inacessíveis se eu não fosse médico. Neste livro, procuro mostrar que a perda da liberdade e restrição do espaço físico não conduzem à barbarie, ao contrário do que muitos pensam." Pag. 10.


Dráuzio Varella, médico cancerologista paulista, iniciou em 1989 um trabalho voluntário de prevenção à AIDS na Casa de Detenção de São Paulo, o maior presídio do Brasil, situado no bairro do Carandiru e que abrigou na época mais de 8000 presos.  Sendo considerado na época o maior presídio da América Latina, foi desativado e parcialmente demolido em 2002 no governo de Geraldo Alckmin, no local foi construído o Parque da Juventude.


Drauzio Varella era um renomado médico quando do momento da publicação do livro Estação Carandiru. Dez anos antes de publicar o livro, quando iniciou o trabalho voluntário dedicado à prevenção da AIDS no maior presídio do país - um dos espaços mais propícios para a proliferação da doença. Fruto desta experiência no presídio localizado no bairro paulista de mesmo nome, o livro Estação Carandiru fez de Drauzio Varella, digamos, um grande antropólogo. Sua obra, escrita de maneira romanceada, trata, contudo, de uma realidade nua e crua, baseada na convivência do médico com  presidiários e funcionários, envolvidos em um rotina peculiar e, algumas vezes, chocante. 


O livro é repleto de relatos e detalhes que só mesmo quem viveu tanto tempo dentro do presídio podia saber, cofesso que me EMOCIONEI MUITAS VEZES lendo esse livro, porque ele é um RETRATO nu e cru, verdadeiro do que acontece no nosso sistema prisional falido ainda hoje... Apesar do Canrandiru não existir mais, mas quantos outros "Carandirus" não existem por ai em menor tamanho, porém em mesma escala de dificuldades e problemas?


Ao contrário do que se possa imaginar, Estação Carandiru é bem mais do que um livro sobre a prisão. Ele também não fala apenas sobre a violência predominante dentro da cadeia ou sobre as injustiças da lei. Nem mesmo é uma peça de acusação contra os detentos. O livro conta histórias, fala de seres humanos e destrói alguns mitos tão popularizados na mente das pessoas, como a violência, por exemplo. Obviamente ela existia, fazia-se presente no dia-a-dia da cadeia. Mas, na maior parte do tempo, ela era controlada pelos próprios prisioneiros. Isso era necessário para ter um mínimo de segurança física e pessoal de cada um. Por isso, a "legislação" interna, a palavra de honra e um certo conceito de respeitabilidade eram indispensáveis. E rigorosamente respeitados.


Varella passa primeiro por um processo de adaptação, vemos ele desconstruir preconceitos, quebrar estigmas e ganhar a confiança dos presos. Ser o médico ali era um importante papel:

”Com mais de vinte anos de clínica, foi no meio daquelas que a sociedade considera como escória que percebi com mais clareza o impacto da presença do médico no imaginário humano, um dos mistérios da minha profissão” (p. 75).




Estação Carandiru é um desses livros que parecem ter VIDA, que você não consegue largar a leitura, a minha edição foi completa, com MUITAS FOTOS, e fatos relatados, que nos envolvem, nos faz parar pra pensar, refletir sobre a vida e as consequências dos atos de cada pessoa, e o que leva um ser humano a viver em tais condições.
É um livro para chorar por pena de ladrão, por morte de moleque e até de polícia, mas também livro para RIR muito de situações inusitadas, nem tudo no Carandiru era violência, pelo contrário, houveram muitas histórias de AMIZADE e de amor...
Recomendo a leitura!
=)



"O impasse tinha duas soluções: parar de ir à cadeia ou encontrar um horário para atender os doentes, organizadamente. Prevaleceu a segunda alternativa. Aquele mundo havia entranhado em mim, era tarde para fugir dele." Pag. 80.

"Quandos os tiros calaram, caiu um silêncio de MORTE na galeria" Pag 290.

Sandra Falcão.

terça-feira, 23 de julho de 2013

Terça: Look do Dia... Acessórios, amo...

Oi Gente...
E ai, como vamos de férias de JULHO? Frio lá pelo sul de congelar né... aqui em Recife, nosso inverno nordestino é sempre ameno, e tranquilo, não chega a fazer TANTO frio assim... mas as temperaturas baixam em torno de 10°c... que pra gente aqui já esfria bastante =) adoro.
Bom... essa semana estive no Shopping, fazendo umas comprinhas básicas, aquelas coisas de mulher mesmo, e encontrei umas coisas que estava procurando há um tempo... UM RELÓGIO DOURADO com pulseira trabalhada de couro e pedras, um BRINCO com zircônia e pérola, que amei de paixão... entre outras coisas... por isso resolvi postar hoje sobre acessórios.
Meus PREFERIDOS são ANEIS e BRINCOS... além dos relógios claro...

Amo essa tendência de usar várias pulseiras nos dois braços, e aneis grandes! =) Minha cara.
Além dos MEGA aneis de PEDRAS que adoro de paixão. 


Os anéis deixaram de ser detalhe nas produções e ganharam destaque entre os acessórios. A tendência do momento é fazer um mix de anéis, com tamanhos, cores e modelos variados. Quanto maiores e mais diferentes, melhor. 
    Usar anéis em quase todos os dedos é super atual.  Modelos com pedras coloridas, cristais, strass, pérolas, translúcidos podem ser misturados formando looks divertidos e criativos.
     Também estão em alta os modelos que fazem o estilo vintange, laços e flores ou ainda os anéis com formatos de insetos ou caveiras.
     Fashionistas apostam nos anéis duplos, que tem dois aros unidos e detalhes variados. O acessório também pode ser personalizado com seu nome, uma tendência que também aparece nos colares.


Minhas compras foram na Loja SCARLET Very Me, no Shopping Guararapes, mas com certeza você encontra LINDAS bijoux e até semi jóias em vários lugares e lojas ótimas!
Adoro as coisas da Belle Bijou e da Morana

Esse anel foi um dos meus escolhidos =) 

Além do relório, dos brincos e uma pusleira de couro com dourado.



O Brinco é uma delicadeza a parte, LINDO, bem do jeitinho que amo. Adoro pedras e pérola.

E a tendência do DOURADO tá em tudo ainda...

Para mim à noite ele é maravilhoso e aliado com vermelho, nossa, fica poderoso. Mas ele também pode ser usado durante o dia, no caso de acessórios, é só combiná-los com cores mais sóbrias como o preto, branco, bege ou caramelo, pois a tendência dourado cai muito bem com essas cores.
Se optar por roupas, prefira aquelas com tendência dourado mais opaca ou que têm apenas detalhes e os acessórios devem ser neutros, nada de usar bolsas ou calçados também dourados.
Já à noite pode apostar em uma roupa inteira em dourado, mas não carregue muito nos acessórios. Combine com brincos, anéis e pulseiras mais delicados e pode ir dispensando o colar. Já os sapatos e bolsas devem ser pretos ou nude.
Outra dica para a noite é combinar parte superior dourada com a parte inferior neutra (preto, nude, bege) ou vice-versa. Se você é uma pessoa ousada então, ao invés de combinar com cores neutras, combine tendência dourado com vermelho ou verde, que também são ótimas parceiras para o dourado.


Tô APAIXONADA por esse relógios, queria um de cada cor =) 
E você, quais são seus acessórios preferidos?
Beijos.
Sandra Falcão.

sexta-feira, 19 de julho de 2013

E a Autoestima, como vai?


Muito se ouve falar sobre autoestima, mas muitas pessoas não sabem o real sentido desta palavra. A autoestima é a qualidade ou condição psicológica de quem está satisfeito consigo mesmo e demonstra confiança no próprio modo de ser e de agir e também está relacionado com amor-próprio. A autoestima é também o julgamento que você faz de si mesmo, autoconfiança, autorrespeito e autoaceitação.
Tudo que fazemos tem uma ação e uma reação, seja no trabalho, vida social ou nos estudos. Com a autoestima é a mesma coisa, ou seja, quando a pessoa está bem consigo mesma e com os próximos automaticamente também ficará mais confiante, saberá se colocar e não terá medo de fugir do habitual.
A consequência a médio e longo prazo de uma pessoa que não tem uma boa autoestima pode resultar em um processo depressivo. A questão da estima não envolve somente a pessoa consigo mesma, mas o relacionamento dentro de casa, com o marido e os filhos. Viver em um ambiente de amor, carinho e paz faz com que a autoestima esteja sempre nas alturas.
A psicóloga Daniela Carneiro explica: "A autoestima é importante porque está relacionada à forma como a pessoa se relaciona consigo mesma. Quanto mais confiante o indivíduo se sentir com suaautoimagem, capacidades, potenciais psicológicos e cognitivos mais ele estará apto a se relacionar, tomar iniciativas e lidar com os problemas da vida."
E acrescenta: "Para melhorar a autoestima em primeiro lugar acredito que será necessário que a pessoa busque se conhecer melhor, assim podendo compreender quais suas verdadeiras necessidades na vida, suas limitações e consequentemente criar possibilidades de escolhas com menos medo, culpa ou raiva."
Alguns fatores podem diminuir a autoestima: "Sentimentos de perda, culpa, rejeição, abandono, frustração, inveja, insegurança, medo, raiva, humilhação, carência, além de comportamentos destrutivos na tentativa de se defender de uma situação real ou imaginária, dependência financeira ou emocional, forte exigência consigo mesma e com outros, submissão entre outros."


Vida profissional
As pessoas que possuem baixa autoestima não conseguem procurar emprego, pois a postura nas entrevistas é de uma pessoa que não acredita em si mesma e nem no potencial para ocupar a tal vaga. A postura corporal, facial e o tom de voz conta muito na hora de mostrar o potencial e garantir o emprego.
Vida pessoal
Se você frequentava a academia e por conta de uns quilinhos a mais deixou de frequentar, volte atrás. Pense que todos que estão lá sarados e com a barriguinha de tanquinho um dia não estavam assim e precisaram de força e vontade para conquistar o corpo dos sonhos. Outro exemplo: se você vai a uma festa e vê todos os convidados na pista de dança e resiste por medo de não saber dançar ou se preocupa com o que os outros vão dizer, mude a sua atitude. Assim, consequentemente, a sua autoestima também mudará. Quanto mais a pessoa estiver consciente de suas escolhas, desejos e limitações mais fácil será encontrar um caminho para decisões acertadas e com isto se eleva a autoestima.
Vida sentimental
Na vida sentimental a boa autoestima facilita o estabelecimento de vínculos mais profundos e duradouros. A confiança e o respeito em si mesmos são fatores muito importantes para o crescimento e amadurecimento da relação. Normalmente pessoas que carecem de autoestima não são totalmente felizes em seus relacionamentos. Seja entre quatro paredes ou na hora da paquera, esqueça todos os medos e tabus e seja você mesma!


Aumente sua autoestima!
Conheça-se melhor, identifique em si mesma os aspectos positivos, aprenda a lidar com as limitações, tire lições de experiências passadas, goste de seu aspecto físico, se cuide em todos os aspectos, acredita que você é merecedora de amor e carinho. Busque a satisfação nos pequenos prazeres da vida, como ler um bom livro, ouvir música, caminhar, dançar, rever os amigos entre outros. Faça algo que lhe deixe feliz!
Thaís Santos (MBPress)

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Crônica do dia: Saudades da Minha Gente


Tem certos dias que acordo pensando, na saudade que vem bater pra me acordar, saudade da minha terra, do meu povo da minha gente, que ficaram lá no interior, e vez por outra vou lá, e estão todos a me esperar...
Aquela saudade, dos tempos idos, do cheiro da terra molhada que subia quando chovia, do gosto da banana amassada que a tia Nila, já velhinha, fazia no fim de tarde pra gente criança, lanchar. Naquele tempo a gente brincava era nos quintais, no chá, pegava areia, juntava com água, fazia bolinho de barro, com caixas de papelão criava casas de bonecas, com vidros vazios a imaginação fazia brinquedos... Juntavam-se nas férias de julho uns seis primos, aquela escadinha de meninas e meninos a correr e gritar, que deixavam a avó paterna enlouquecida com a barulheira, mas mesmo assim a casa dela tinha uma garagem grande que era um esconderijo muito bom de brincar!  Correr pelo quintal, subir nas árvores, nos muros dos vizinhos, apanhar goiabas e carambolas tiradas frescas do pé, ahhhh saudades...




Na casa da avó materna sempre tinha um dengo a mais, carinho que não acabava, e historinhas pra dormir na cama de campanha. Se a gripe chegava tinha banho morno, café com leite e pão assado, e nunca faltava o Vick vaporub no peito pra tosse não atrapalhar a noite de sono, que nunca foram tão tranquilas como naqueles tempos...
Saudades dos almoços com bife ao molho da Judite, com suco de laranja feitinho na hora, e os cuidados especiais da vovó quando se ficava doente, naquele tempo as crianças tinha catapora, papeira, sarampo e sobreviviam todas sem vacinas, apenas com o amor e canja de galinha que ela fazia!
Quando melhorava a doença, pronto, ninguém mais lembrava de dor, e a brincadeira recomeçava...  os banhos de mangueira na lavagem do terraço, as noites de natal que lá sempre foram mais mágicas por conta do presépio e das historias sobre Jesus que a vovó contava, lá a gente aprendia que o Natal era Dele e não só pra ganhar presentes... mas sempre deixávamos os sapatinhos em baixo da arvore de natal no meio da sala, pra acordar no dia seguinte doidos de alegria pra ver o que havia! 




Ainda bem que tive muitos e muitos bons momentos desses pra recordar e ter saudades gostosas do que foi vivido... o que seria da vida sem boas lembranças? E a saudade da vovó.

Texto: Sandra Falcão.


GENTE HUMILDE ( Chico Buarque )
Tem certos dias
Em que eu penso em minha gente
E sinto assim
Todo o meu peito se apertar
Porque parece
Que acontece de repente
Como um desejo de eu viver
Sem me notar
Igual a como
Quando eu passo no subúrbio
Eu muito bem
Vindo de trem de algum lugar
E aí me dá
Como uma inveja dessa gente
Que vai em frente
Sem nem ter com quem contar

São casas simples
Com cadeiras na calçada
E na fachada
Escrito em cima que é um lar
Pela varanda
Flores tristes e baldias
Como a alegria
Que não tem onde encostar
E aí me dá uma tristeza
No meu peito
Feito um despeito
De eu não ter como lutar
E eu que não creio
Peço a Deus por minha gente
É gente humilde
Que vontade de chorar



Sandra Falcão.






segunda-feira, 15 de julho de 2013

Feliz Dia do Homem!


PARABÉNS A TODOS os homens que conheço, e os que não conheço... aos que em especial fazem parte da minha vida, meu marido e meu filho! Meu pai, meus irmãos, tios, e primos... e a todos os meus amigos! =)
Grande abraço, Sandra Falcão.







sexta-feira, 12 de julho de 2013

Livro da Semana: Meta-se na sua meta


LIVRO: META-SE NA SUA META
AUTOR: MARIA ELIZA ZUCCON
IMPRESSO E EDITADO PELA: META REAL.
PÁGINAS: 269.


Oi Gente Querida, 
Como vamos?
Bom, essa semana foi corrida e eu não tive tempo de concluir a leitura de dois outros livros que estou lendo, mas vim compartilhar com vocês minhas ideias sobre esse livro aqui, que já li faz alguma tempo, mas me ajudou muito, e ele virou meio um LIVRO DE CABECEIRA, que vez por outra eu pego para reler trechos e frases importantes no meu processo.


Bom esse livro veio parar nas minhas mãos por meio do site do META REAL, onde a Maria Eliza Zuccon, Química, e Terapeuta, e fundadora do grupo de apoio META REAL, conta casos de sucesso, experiências, dicas, enfim dá toda uma orientação para quem quer emagrecer com REEDUCAÇÃO ALIMENTAR com saúde e equilibrio.

O livro  Meta-se na sua meta...  foi escrito com o intuito de dar alguma luz a todos os que sofrem com o problema de excesso de peso, querem resolvê-lo, mas não sabem como.
O livro possui 13 capítulos que levam o leitor a se identificar dentro de situações diversas de seu próprio cotidiano, mostrando como os fatores culturais, psicológicos, sociais e econômicos influenciam na formação de seus hábitos alimentares.
Informações como nutrição, as causas da obesidade, a importância de uma alimentação balanceada e equilibrada e como obter o sucesso definitivo no emagrecimento, também fazem parte do livro.
>>>> Clique AQUI para comprar o Livro <<<< direto no site do meta Real.

O livro é acompanhado de uma versão compacta do Disco alimentar da Meta Real, para auxiliá-lo na jornada rumo ao seu emagrecimento.
O Minidisco Alimentar é um guia prático para quem quer emagrecer, escolhendo o que e o quanto comer. Através dele, você iniciará o programa de emagrecimento definitivo, segundo a metodologia Meta Real.
"Ao ler o livro "Meta-se na Sua Meta", de Maria Eliza Zuccon, deparei com a descrição de obesidade em que a autora fala que precisamos alimentar a alma, a mente e o corpo, cada um com seus nutrientes específicos. Que os alimentos da alma são sutis, fluídicos, etéreos e belos; nos integra à natureza. Os alimentos da mente são também imateriais, compostos de bons sentimentos, pensamentos e emoções. Os alimentos do corpo são o ar, a água e as coisas de comer e beber - são materiais.
Gostei bastante dessa introdução e mais ainda quando ela relaciona as várias formas de fomes: dizendo que tédio é a fome da alma. Solidão, ansiedade, depressão, raiva, rejeição, são fomes mentais e estômago vazio é fome orgânica. Realmente é isso que observo em meu consultório. O obeso ou não está muito bem espiritualmente, ou está ou foi rejeitado, sente-se só, deprimido, ansioso, rancoroso, mal amado, apaixonado etc. Enfim com algum problema emocional que o desequilibra."
Vale a leitura!
LINK para Download do livro: softonic.com.br/s/meta-se-na-sua-meta
beijos, Sandra Falcão.

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Treino de Quinta... Vamos pro Cardio em Jejum! EU FAÇO!

MAIS UMA VEZ DEIXO O AVISO, ALERTA ENFIM.... OS TEXTOS QUE PUBLICO SOBRE TREINOS E DIETAS NESSE BLOG, NÃO SÃO ELABORADOS POR MIM, EU NÃO SOU PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA NEM DE NUTRIÇÃO, ENTÃO TUDO QUE EU POSTO AQUI, TENTO INFORMAR A FONTE DE ONDE PESQUISEI, E QUANDO EU FAÇO USO, SÃO EXPERIÊNCIAS MINHAS, ÚNICAS, INTRANSFERÍVEIS, PRÓPRIAS. 
Gente, o que dá certo pra mim, pode não dar certo para outra pessoa, existe a individualidade biológica de cada um, e as necessidades de cada um. =) Ok!

INSISTO EM AVISAR ISSO, porque outro dia mesmo recebi uma mensagem de um professor de ALGUM ANÔNIMO ( já que essas pessoas nunca deixam os nomes né...) criticando um TREINO MEU, dizendo que tava errado e tal.... porque o "aluno(a)" dele quis fazer igual... ENTENDO ELE... MAS EU NUNCA DIGO AQUI PARA OUTRAS PESSOAS PRATICAREM O MESMO TREINO OU DIETA QUE EU PRATICO. Cada um faz suas escolhas, e o que EU FAÇO, DÁ CERTO PRA MIM, pode não dar muito certo para outra pessoa né! =)
Por isso é FUNDAMENTAL a orientação de um profissional! =) 
  

Oi Gente Linda, beijos em todos!
MAIS UMA VEZ OBRIGADA sempre pelos comentários de cada um de vcs, e o carinho!
Desculpem a demora as vezes em responder, Julho é um mês corrido pra mim, FÉRIAS de filho é trabalho em dobro pra mamãe aqui =)

Bom, mas vou dando meu jeito, e tenho feito meus TREINOS sempre que possível.


TREINO de Cardio em Jejum... a CHUVA ME PEGOU NO MEIO DA RUA....kkkkkk
pés molhados, e frio na volta pra casa.... MAS NÃO PERDI O TREINO!


Coisa de mulher, né? =)
Que sempre arruma um jeito de comprar uma coisa nova pra combinar na hora de treinar, adoroooooooooo confesso! =) 
Minha amiga de horas de treino tem sido essa CORDA, adorando a novidade.


BOM.....AGORAAAAAAAAAA VOU DEIXAR AQUI PRA VCS O TEXTO NA INTEGRA DO GRANDE MESTRE WALDEMAR GUIMARÃES, que eu admiro e sigo suas orientações sempre... 

AEROBIOSE EM JEJUM¸ FAZER OU NÃO FAZER?

Por Osvaldo Rosário Neto e Waldemar Guimarães
AEROBIOSE EM JEJUM: FAZER OU NÃO FAZER ?
Por:
Waldemar Marques Guimarães Neto (Professor de Educação Física)
Osvaldo do Rosário Neto (Nutricionista)

"A gordura queima na fogueira dos carboidratos"! Quem nunca leu esta expressão em alguns livros ou ouviu de alguns professores¸ mestres e doutores referindo-se a ineficiência de realizar aerobiose em jejum? De uma forma geral¸ eles afirmam que a oxidação de lipídios só ocorre na presença de glicose. Após um período de jejum de aproximadamente 7-9 horas¸ segundo eles¸ não adianta realizar uma atividade aeróbica moderada para potencializar a lipólise¸ pois a reserva de glicogênio apresenta-se insuficiente para tal processo.
Em nossa experiência prescrevendo exatamente a atividade aeróbia em jejum durante quase duas década observamos justamente o contrário. Vale ressaltar que não é apenas a prática que corrobora a maior oxidação de gorduras quando o aeróbico é realizado em jejum. O pesquisador sueco Torbjorn Akerfeldt aponta ser possível solicitar três vezes mais gordura se exercitando pela manh㸠em jejum¸ comparado à mesma atividade promovida no período da tarde após as refeições. Akerfeldt ainda recomenda pelo menos seis horas em jejum antes da atividade. Nessa situação¸ acredita Akerfeldt¸ que o organismo não tenha muito glicogênio estocado para ser solicitado como fonte de energia¸ ou seja¸ teria que ir direto aos depósitos de gordura para fornecimento de energia para que se possa completar a atividade.
Desde a publicação de seus estudos na renomada¸ mas extinta Revista norte americana Muscle Midia¸ no início da década de 1990¸ utilizamos sua proposta baseando-nos na tentativa com diversos atletas do bodybuilding internacional com sucesso. Nessa época estávamos no interior do maior templo do bodybuilding radical¸ nada menos do que a Temple Gym em Birmingham no Reino Unido. Muito embora não sedimentado em estudos conclusivos nessa época¸ nos foi muito eficiente a estratégia. Devem imaginar a estranhes que nos causou presunções opostas a efetividade de tal prática! Porém alguns estudos animadores vêm sedimentando nossas experiências.
No estado alimentado¸ a fonte predominante de energia é a reserva de glicogênio hepático e muscular¸ e a maior participação dos lipídios ocorre somente após 20-25 minutos de atividade. As proteínas¸ por meio da via proteolítica¸ são responsáveis por apenas 5-15% do fornecimento de energia neste processo. Já no estado de jejum¸ devido à baixa reserva de glicogênio e conseqüente reduzida participação da via glicolítica¸ a fonte predominante de energia são as gorduras¸ por meio da beta-oxidação¸ ou seja¸ os triglicerídeos são quebrados em glicerol e ácidos graxos e este último é convertido em Acetil CoA para posterior entrada no ciclo de Krebs e oxidação (CHAMPE¸ HARVEY¸ FERRIER¸ 1996). A literatura científica comprova que durante o aeróbio em jejum a presença de glicerol e ácidos graxos livres no sangue é significativamente maior do que no estado alimentado¸ reflexo da maior participação de gorduras (BOCK¸ RICHTER¸ RUSSEL et al¸ 2005; PACY¸ BARTON¸ WEBSTER¸ GARROW¸ 1985).
No jejum¸ a participação das proteínas se mantém entre 5-15% no processo de geração de energia¸ ou seja¸ o catabolismo muscular não é intenso desde que você não exagere no tempo e utilize alguns suplementos anti-catabólicos a fim de reduzir a proteólise.
Torbjorn relatou em seus experimentos que a proteína degradada diminuiu ao invés de aumentar durante a aerobiose em jejum. Em outras palavras¸ não se experimenta catabolismo muscular¸ mesmo em jejum. Em decorrência da grande utilização de ácidos graxos como fonte de energia no aeróbio em jejum. Segundo Champe e colaboradores (1996)¸ ocorre um aumento significativo na produção de corpos cetônicos¸ responsáveis pela acidose sanguínea e conseqüente queda no rendimento¸ além de toxicidade quando presente em grandes quantidades.
O objetivo do aeróbico em jejum não é melhora de rendimento e sim maior queima de gorduras.
É importante salientar que sempre aconselhamos¸ mesmo para atletas confirmados¸ a introduzirem a aerobiose em jejum progressivamente¸ pois nem todas as pessoas se adaptam facilmente a atividades com essa natureza. Em estado de repouso¸ o organismo pode se adaptar ao jejum com certa facilidade¸ mas durante exercícios¸ a situação pode não ser tão simples. Muitas pessoas não conseguem se adaptar de forma eficiente à aerobiose em jejum e podem até desmaiar¸ reação de defesa do organismo que pode provocar danos neurais (AUER¸ 1983; DE COURTEN-MEYERS et al.¸ 2000). Portanto¸ muito cuidado ao introduzir esse tipo de proposta. Normalmente¸ recomendamos para indivíduos aparentemente saudáveis¸ iniciar com um tempo de execução em torno de oito a 10 minutos¸ adicionando mais dois minutos a cada duas sessões até chegar a um período de 20 a 40 minutos de atividade.
Mas afinal¸ qual a relação da expressão "A gordura queima na fogueira dos carboidratos?"
No interior do ciclo de Krebs¸ existe um intermediário denominado oxalacetato¸ que é um dos responsáveis pelo funcionamento adequado do ciclo e oxidação do metabólito. A glicose é o principal precursor deste intermediário¸ ou seja¸ quando as reservas de glicogênio estão reduzidas a sua produção fica comprometida e o ciclo não "gira" com perfeição¸ não oxidando as gorduras de uma forma eficaz segundo alguns doutores. Informamos aos desinformados que a glicose não é o único precursor do oxalacetato¸ a via proteolítica também tem participação em menor grau (CURI¸ LAGRANHA¸ 2003). Além disso¸ nosso organismo é inteligente o suficiente para deixar reservada uma quantidade suficiente de glicose nas reservas corporais para atividade importantes¸ ou seja¸ a glicose ainda participará da produção deste intermediário¸ em menor grau é claro. Esta menor produção de oxalacetato causará uma queda de rendimento do indivíduo¸ mas ressaltamos novamente: o objetivo não é rendimento¸ e sim a oxidação de gorduras.
Algumas dicas importantes nesta atividade referem-se à utilização de algum termogênico antes do aeróbico a fim de potencializar a lipólise¸ a ingestão de 500 ml de água para prevenir desidratação¸ pois a água drena fluidos para dentro da célula e evita a quebra protéica; e a administração de aminoácidos de cadeia ramificada anteriormente com o objetivo de diminuir o catabolismo protéico e a espera de 20-30 minutos para realizar a primeira refeição do dia após esta atividade¸ pois o organismo continua a utilizar ácidos graxos após o exercício durante este tempo.
Destaca-se ainda que outro horário satisfatório para a inclusão de trabalho aeróbio efetivo para queima de gordura seria imediatamente após a sessão de treino com pesos. Após um treino com sobrecargas¸ que irá variar de acordo com os grupos musculares treinados¸ entre 30 e 40 minutos¸ costuma-se aproveitar o tempo que falta para completar uma hora ou uma hora e pouco¸ em um cicloergômetro qualquer. Nessa atividade extra já haveria uma solicitação lipídica maior¸ porque glicogênio já fora requerido em quantidade expressiva na atividade com pesos. Salientamos que essa estratégia não é utilizada no período off season¸ a não ser que a pessoa esteja concentrando mais gordura corporal do que o esperado nessa fase da preparação.
Diante disto¸ é evidente que a aerobiose em jejum é mais eficaz com o objetivo de maior oxidação de gorduras¸ contudo¸ o indivíduo sempre deve estar atento para não exagerar no tempo¸ da intensidade e no uso prolongado desta técnica¸ afinal todo exagero na vida é desaconselhado.


BEIJOS SANDRA FALCÃO.